_perfídiaCOLAB

_festival perfídia 2019

   _são paulo_sp

      _1 a 10 de Agosto

       _perfídiaCOLAB é uma residência artística colaborativa onde dois artistas/coletivos produzirão, em parceria com o Festival Perfídia, experiências de intervenção urbana inéditas, produzidas e ativadas in loco no bairro da Luz, num processo que mistura intercâmbio, residência artística e site specific.

 

Os artistas selecionados Naine Terena (Cuiabá-MT) e Eric Barbosa (Fortaleza-CE) coordenarão, cada um, uma residência artística entre os dias 1 e 7 de Agosto na região da Luz, com apoio da Casa da Luz, Teatro de Contêiner e Cia. Pessoal do Faroeste.

 

O mote dos experimentos será a ocupação e ressignificação de espaços urbanos no bairro e a imersão/interatividade com os habitantes do local. Os experimentos serão apresentados durante o festival, momento de encerramento da residência.

 

Para essa residência, cada projeto tem participação aberta para pessoas interessadas em colaborar de forma voluntária com os experimentos. 

Conheça as propostas e participe!

_perfidiaCOLAB #1

             _Memórias Afetivas

   _Naine Terena     _Cuiabá-MT

 

Memórias Afetivas tem a ideia de reunir memórias de bem viver dos transeuntes do bairro da Luz numa pequena instalação em um espaço urbano. Sabe um chá, um banho, uma receitinha que cura aquela dorzinha, acalma a tensão, dá uma melhorada no sono? É atrás desses saberes que estamos.
Ele está presente e às vezes adormecido em cada pessoa que transita num centro urbano que engole as 'coisinhas' da vida. A residência irá captar esse conhecimento e trazer para um espacinho de cuidado e acolhimento. Trazemos também nossa contribuição. Estamos coletando na memória de nossas anciãs Terena esse saber. Queremos compartilhar. Cruzar. Mostrar que a distância geográfica não nos afasta. Mas que pode existir nesse percurso, algum elemento que nos une.

Para o _perfidiaCOLAB, cada colaborador tem a missão de conversar com pessoas que frequentam o bairro da Luz em São Paulo e buscar suas memórias. A orientação que será dada em nossa reunião de coletivo é para que tentem buscar os saberes coletivos que cada pessoa traz. Questionar se tem alguma receita que possa ser utilizada para pequenas situações cotidianas. De posse desse material, organizaremos as coletas, nomes dos entrevistados, faremos a curadoria do material e desenho da instalação. A participação é aberta ao público, com idade a partir de 15 anos. Pessoas que se interessem na temática da memória, que gostem de conversar e apreciar a presença do outro, são bem vindas.

SOBRE NAINE TERENA

Naine Terena de Jesus é Indígena Terena, do Brasil. Enquanto artista, dá vida à sua obra a partir da Oráculo Comunicação, educação e cultura, onde é empreendedora sociocultural. É a Oráculo e os trabalhos captados por ela que viabilizam a produção artística militante e toda movimentação das atividades que problematizam a memória e o tempo enquanto elementos essenciais para a sobrevivência física, social e de afetos. A Oráculo e a arte militante de Naine Terena, fomentam a formação de pequenas redes de trabalho, envolvendo outras pessoas com sororidade e empatia pela resistência em especial, a partir a memória. A produção artística não abarca somente a questão indígena, mas sim, os movimentos sociais que transitam na necessidade de visibilidade e principalmente, da valorização de sua memória de luta de resistência. Para isso não Naine não é uma artista visual, ou uma cineasta, ou uma escritora literária, ou uma diretora de teatro. “Eu sou tudo
que minha militância e arte pode apreender. Eu sou o que consigo captar e  capitalizar, do mais simples ao mais arrojado – as tecnologias. A minha fala, traduz a poesia de se militar por ser humano”.  

Para esse COLAB, Naine Terena convidou 3 parceiros, que virão com ela até São Paulo para colaborar na residência: Cleidiná Faria Custódio, Maisa de Oliveira Dias e João Matias Costa Dias.

https://oraculocomunica.wordpress.com/

https://www.instagram.com/naine_terena/

++ informações: 

COMO PARTICIPAR

ENCONTROS ABERTOS:​

_NAINE TERENA _perfidiaCOLAB #1

Quinta 1 de Agosto | 19h-22h - Reunião #1 | Sede Luz do Faroeste (Sala do térreo)

Domingo 4 de Agosto | 14-18h _Reunião #2 |Sala de Reuniões do Instituto Luz do Faroeste

Segunda 5 de Agosto | 17-21h _Reunião #3 | Sala de Reuniões do Instituto Luz do Faroeste

Terça 6 de Agosto | 17-21h _Reunião #4 | Casa da Luz (Coworking)

Quarta 7 de Agosto | 17-21h _Reunião #5 | Casa da Luz (Coworking) + Ensaio Técnico

Quinta 8 de Agosto | 14h _montagem |  18h _ativação do experimento 

Para maiores informações:    festivalperfidia@gmail.com  |   (11)979563377

_perfidiaCOLAB #2

             _Percurso Instalativo Sonoro:

                 Cidade, Memória e Ruína

   _Eric Barbosa     _Fortaleza-CE

 

A estética da ruína como poética sonora, histórica, afetiva e visual. É o que propõe o
projeto
Percurso Instalativo Sonoro – Cidade, Memória e Ruína - uma expedição com intuito de realizar um mapeamento cartográfico-sonoro-imagético que deriva por dois processos independentes, mas que se ligam enquanto obra: o de captação de sons e imagens e sua exposição, em caráter de instalação audiovisual urbana. Os sons serão captados em um desenvolvimento de processos e registros, configurando o espaço como uma construção antropológica e produtiva de signos (oral, memória e introspectiva).

O foco do projeto é estabelecer conceitos de cidade, memória e ruína – sob uma ótica afetiva e emocional de pessoas através de imagens, depoimentos e conversas com moradores – interligando com pontos de ruínas físico-estruturais de suas respectivas lembranças afetivas e emocionais.
Parte destes materiais tornam-se como resultantes dessa investigação de conteúdo, que
resultarão em matéria-prima para a criação de uma instalação sonoro-visual e performativa.

 

 

 

 

 

 

 

 

SOBRE ERIC BARBOSA

Compositor, Produtor, Educador e Artista Sonoro/Multimídia. Sua produção artística transita por linguagens, como: música, instalação sonora, performance, dança, arte sonora, audiovisual, artes visuais e novas tecnologias. Desenvolve projetos,  como: Artesania Sonora, Sampleologia, Gambiarra Tecnológica, Ode ao Mar Atlântico e Percurso Instalativo Sonoro - importantes plataformas de criação que já circularam por cidades brasileiras e outros países. 
Atualmente, integra a Trincheira - Residência Artística - espaço independente de criação, difusão com projetos em arte-tecnologia-formação - envolvendo artistas da América Latina. É um dos idealizadores/criadores da Sala Vazia Residência Artística plataforma de criação, pesquisa e residência artística de Fortaleza (Ceará).  Trabalha desenvolvendo projetos e consultorias para  importantes organizações sociais e culturais na América Latina.

Álbuns: https://ericbarbosa.bandcamp.com/

Videos: https://vimeo.com/ericbarbosa    https://www.youtube.com/channel/UCYJhW_u5N4OKlSikVCG40Og

COMO PARTICIPAR

ENCONTROS ABERTOS:​

Quinta 1 de Agosto | 19h - 22h - Abertura de Processo | Performance Sonora #1 | Casa da Luz (Sala de Vídeo)
Sexta 2 de Agosto | 19-22h - Abertura de Processo | Performance Sonora #2 | Sede Luz do Faroeste (Térreo)
Sábado 3 de Agosto | 15-18h _Abertura de Processo | Performance Sonora #3 _perfídiaCOLAB #2 _Eric Barbosa|    Sede Luz do Faroeste (Térreo)
Segunda 5 de Agosto | 17-20h _Reunião _perfidiaCOLAB #2 _Eric Barbosa  _Ateliê Amarelinho
Terça 6 de Agosto | 17-20h _Conversa Aberta _perfidiaCOLAB #2 _Eric Barbosa | Ateliê Amarelinho
Quarta 7 de Agosto | 17-20h _Processos Criativos de Residência / Estudos de Espaços e Instalações _perfidiaCOLAB #2 _Eric Barbosa | Largo General Osório
Sexta 9 de Agosto | 19h _ativação do experimento _perfídiaCOLAB #2 | Largo General Osório

Para maiores informações:    festivalperfidia@gmail.com  |   (11)979563377